História de um Conflito

Em tempos imemoriais, elfos viveram na floresta Fangwood e regiões adjacentes. Eles deixaram para trás apenas ruínas e efeitos mágicos estranhos e mal-compreendidos.

Muito pouco é conhecido sobre o longo período que se segue. Os anões da Cidadela Kraggodan clamam que a sua cidade tem 9 milênios de existência, e suas lendas apontam que os seus fundadores lutaram ao lado de grandes guerreiros Kellid contra exércitos de orcs, afastando-os para o norte.

3203 AR: O vilão Tar-Baphon retorna da morte como o lich conhecido como Tirano Sussurrante, unindo as tribos de orcs do norte e possivelmente erradicando os Kellid da região.

3754 a 3827 AR: Taldor lança a Cruzada Brilhante, que marcha contra o Tirano Sussurrante. Kraggodan envia um grande contigente de guerreiros para participar da cruzada, reduzindo drasticamente a população da cidadela. Ao final desse período o lich é derrotado.

3827 a 3828 AR: A Cruzada Brilhante tem fim; soldados e cruzados fundam a cidade de Lastwall. Outros veteranos de guerra de comportamento mais independente se estabelecem na floresta Fangwood e em seus arredores.

4305 AR: O Imperador Haliad III de Cheliax dá início à Guerra Eterna, um esforço militar extenso para clamar novas terras e colônias. O exército chelaxiano consegue dominar terras em Varisia (fundando o Forte Korvosa) e na região próxima à floresta Fangwood — um reino então chamado Molthune.

4311 AR: O reino de Molthune se rende incondicionalmente para os invasores chelaxianos e torna-se oficialmente uma colônia. Durante as décadas seguintes números vastos de colonos chelaxianos se espalham pelas novas terras ao leste do lago Encarthan.

4606 AR: O deus Aroden morre, e Cheliax sofre conflitos internos. No ano seguinte, o então Imperador Gaspodar envia Hellknights para acabar com o pânico e revoltas que seguem a morte do deus.

4632 AR: Molthune anuncia sua secessão do império de Cheliax e rapidamente implementa políticas econômicas rígidas e exigentes para alimentar o seu exército, assim garantindo a transição de poder. As regiões no norte de Molthune sofrem o pior das medidas econômicas conforme seus recursos são enviados para o sul para alimentar o desenvolvimento urbano e militar da nação.

4646 AR: Um carregamento de carne envenenada chega à capital de Canorate, deixando inúmeros cidadãos doentes e criando pânico em larga escala. Caçadores da floresta Fangwood são considerados culpados pela sabotagem. O exército de Molthune se move para o norte, atacando e tomando a grande cidade de Tamran. Essa ação entra para a história como a Primeira Ofensiva. Meses depois, quando a guarnição da cidade está espalhada, nortistas retomam a cidade e destroem as suas muralhas.

4647 AR: Molthune retoma a cidade, mas mantém a sua posse por apenas poucas semanas quando tem que mover as suas tropas para o sul da floresta para lidar com ataques dos Rangers Chernasardo.

4648 AR: Irgal Nirmath começa a reunir e treinar colonos anteriormente isolados, forjando-os em uma rebelião organizada contra o governo Molthune. Tem início a Guerra da Libertação. Os rebeldes desejam completa e total independência de Molthune.

4649 a 4654 AR: Molthune pune com exílio quaisquer apoiadores da causa rebelde em seu solo. Molthune toma (e perde) a capital rebelde de Tamran mais duas vezes. A guerra está em pleno vapor, mas as forças molthuni vão cada vez mais recuando para o sul para consolidar o seu controle.

4655 AR: Uma fronteira tênue surge entre as terras controladas pelos rebeldes e a nação de Molthune. Irgal Nirmath, falando em nome dos rebeldes, declara a vitória da guerra e independência da nova nação rebelde; as suas fronteiras se estendem desde Tamran até as montanhas Mindspin. Molthune admite a derrota e reconhece a nova nação, porém na mesma noite Irgal Nirmath é assassinado (a origem do assassino permanece desconhecida). Em sua homenagem, os rebeldes decidem nomear a sua nova nação Nirmathas. Com esse desenvolvimento, os generais molthuni rescindem a admissão de derrota e a guerra continua.

4656 AR ao presente: A guerra continua praticamente sem pausas, mas os conflitos são de escala bem menor, geralmente nas fronteiras ao sul. Cidades pequenas trocam de mão regularmente — os nirmathianos frequentemente cedem espaço aos invasores para forçá-los a se estender. Os habitantes das áreas recuam para a floresta onde sobrevivem por algum tempo, retornando para os seus lares quando as forças molthuni abandonam a área.

4686 AR: A grande exceção aos conflitos menores acontece este ano, conforme o fanático Governador Imperial Kaleb Vinsohn decide usar força bruta para desmoralizar os nirmathi. Junto com seus generais, ele envia naus bélicas pelo lago e bombardeia Tamran com balestras e magias de fogo. Muitos cidadãos morrem na chamada Noite da Chuva de Fogo enquanto outros abandonam a cidade. O exército molthuni invade a cidade e destrói os prédios restantes, deixando apenas uma ruína enegrecida antes de retornar para Molthune.

4687 AR: Os nirmathi retomam as ruínas de Tamran na primavera e reconstroem a cidade, agora tornada ainda maior. O ataque acabou por reavivar o confronto e inflamar os espíritos dos nirmathi que viviam no norte e se achavam longe do conflito, incluindo um jovem chamado Weslen Gavirk, que se tornaria Forest Marshall de Nirmathas.

4688 a 4715 AR: Fortes de fronteira são construídos por Molthune, entre eles a Fortaleza Fangwood e o Forte Ramgate. A Fortaleza Fangwood troca de mãos inúmeras vezes entre Molthune e Nirmathas.

4715 AR: Mercenários hobgoblin servindo a Molthune a partir do forte Ramgate na fronteira dizimam uma força invasora nirmathi. Contra os códigos de guerra molthuni eles avançam sobre os seguidores do exército nirmathi acampados na floresta, assassinando grandes números de civis no processo. Os nirmathi nomeam essa batalha de Massacre de Ramgate.

História de um Conflito

Ironfang Invasion NinoX allanadilene